terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

A família de Ana


Estudando a história de Ana, nos deparamos com mais personagens, uma família toda.
Nós também temos nossas famílias e as atitudes desses personagens podem ser idênticos com os da família de Ana.
A família de Ana é composta de seu marido Elcana, a segunda mulher de Elcana, Penina e dos filhos de Penina.
Com esse estudo quero destacar a atitude dos familiares e as respostas de Ana frente a estas situações.

1 – Elcana: Provavelmente Ana foi a primeira esposa, mas por ser infértil, a cultura da época (não bíblica) permitia um segundo casamento. Elcana parece nem perceber o que acontece dentro de sua própria casa. Percebe um dia que Ana chora pelos cantos e não come, que está desanimada e depressiva e pergunta: o que está acontecendo? Por que choras, não comes? Você sabe que é infértil. Todos os médicos o disseram.... Você tem a mim, o que mais você quer?
Elcana arranjou um modo bem humano de conseguir um herdeiro. Simples, fácil, aceitável. Não tente encontrar soluções que não são da vontade de Deus, apesar de parecerem corretas. Se Elcana tivesse esta percepção, Penina não teria surgido, Ana teria tido seu filho tão amado e Elcana seria participante desta obra notável, de ser cooperador de Deus no estabelecimento dos propósitos divinos na terra. Elcana, por causa da dureza de seu coração e por entender que os fins justificam os meios, deixou de ter seu nome notabilizado. Apesar de ser o pai, é Ana que recebe os créditos de crer.
Já Ana, apesar do próprio marido não entender seus sonhos e desejos, ela continua com seus sonhos. Você já parou para pensar que tem muita gente querendo levar você ao conformismo? Às vezes o melhor amigo, às vezes pessoas que são solidárias a você, conselheiro teu, .....mas são pessoas como Elcana, pessoas que não crêem que Deus faça milagres, pessoas que acham que os problemas não têm solução. Não se deixe levar pelo conformismo.

2 – Penina: a rival, a que agredia, insultava, jogava na cara de Ana a sua infertilidade. Usando-se da “aparente vantagem” de ter dado filhos a Elcana. Penina não era uma mulher espiritual. Ela vivia azucrinando a vida de Ana. Tentava desanimá-la falando para ela desistir de orar, desistir de chorar, desistir de ir à igreja. Até consigo ouvir Penina dizendo: Eu não oro, não vou à igreja, estou com 6 filhos, e você está aí, gastando sua vida com Deus, pare com isso! Largue disso mulher...
Pesquisando o significado de seu nome:
Coral : O nome aponta para uma terrível e mortal VÍBORA. O MUNDO ESTÁ INFESTADO DE MILHARES DE PENINAS. MULHERES VÍBORAS.
Ana não sabia, mas foi Deus que colocou Penina em seu caminho. Foi a dificuldade de não ter filhos e as azucrinações que fizeram com que Ana rompesse a passividade, que vencesse a depressão, o conformismo. Penina apenas instiga a fé de Ana, impulsionando-a ao Seu Criador. Ana sabe possuir o direito de esposa, compreende seu lugar no propósito de Deus, conhece o princípio por meio do qual ao homem é dado uma única mulher. Sabe que Deus cerrou seu ventre, mas, acima de tudo, conhece o Senhor como o Deus todo misericordioso, que se rende a um coração quebrantado.
A diferença é como reagimos às “Peninas” que Deus coloca na nossa vida. Portanto, não reclame dos problemas da vida, pois são eles que nos aproximam de Deus e fazem os milagres virar realidade em nossas vidas.
Ana chorou no lugar certo. Clamou a Deus. E mesmo quando recebeu sua benção, não humilhou Penina. Nossa motivação de vida, não deve ser esfregar a vitória na cara de nossas Peninas, mas sim na cara de nosso real inimigo, o inimigo de nossas almas: Satanás. No mesmo lugar onde Ana chorou e implorou a Deus, foi o mesmo lugar onde celebrou sua vitória.

3 – Filhos de Penina: Não foram nem nominados na Bíblia. Eles são aqueles que temos a tendência de invejar, mas que no fundo não tem nada demais. Eles acabaram sendo irrelevantes. Não se prenda às inutilidades, futilidades e embaraços na vida. Não inveje ninguém.

4 - EU.
Sim, eu não fui citada nessa história mas posso muito bem querer ser como Ana e me comportar como qualquer outro membro dessa família. É muito fácil acusar um marido conformado, a Penina infernizadora e azucrinadora de vidas ou tantos outros personagens.
É fácil se autodenominar de "Ana - cheia de graça" e não ter a atitude de comprometimento que Ana teve.
Entregar tudo, não importando passar por cima inclusive do próprio sonho, e fazer só aquilo que for da vontade de Deus, sem dar jeitinhos, tão fáceis, tão brasileiros, tão carnais, tão humanos...mas muitas vezes tão desastrosos...
Olhar somente para Deus e não para as Peninas, nem para seus filhos.

Somente quando Ana compreendeu que seu filho na verdade não seria seu, mas do Senhor, somente quando fez um voto a Deus de entregar seu filho ao Senhor, que sua oração foi finalmente respondida.
“Então Ana orou, dizendo: O meu coração se regozija no Senhor, a minha força está exaltada no Senhor; a minha boca se ri dos meus inimigos, porquanto me alegro na tua salvação. Ninguém há santo como o Senhor; porque não há outro além de ti, e Rocha não há como o nosso Deus” (1 Samuel 2:1-2).

Quando Ana disse “me alegro na tua salvação”, ela quis dizer “O Senhor me deu vitória no meu desafio”.
Deus trouxe a solução para o seu problema.
Ele transformou a sua provação numa oportunidade de romper em fé e provar o sobrenatural de Deus.


Esse estudo foi baseado na história descrita em 1 Samuel, capítulos 1 e 2, em diversos sites
(alguns estão aí embaixo) e na minha própria experiência buscando ser como Ana, mas muitas vezes deixando a Penina transparecer . Errando, aprendendo, confessando, corrigindo e continuando a caminhada com Deus.
http://www2.uol.com.br/bibliaworld/igreja/esbocos/tito003.htm
http://www.ibci12.com.br/materias/ver.asp?id=44
http://www.bible.org/page.php?page_id=596
http://www.recantodasletras.net/mensagensreligiosas/1407805
http://www.bereana.com/pastoral.php
http://www.cezar.azevedo.nom.br/texto.php?tipo=mensagem&id=601
http://www.portadafe.org/index.php?option=com_content&task=view&id=56&Itemid=31


4 comentários:

SILMARA´R disse...

o estudo de ana ´emiuto interessante.
é uma história incrivel, tem muitas ans no mundo...

»-(¯`v´¯)-» Vanderléia Silva »-(¯`v´¯)-» disse...

A história de Ana, é linda.Me emocionei ao ler esse estudo.Que Deus te abençoe muito, mesmo.Bjos e a paz do Senhor.

Prof. Israel Lima disse...

Querida amiga, já estou seguindo o seu blog, que por sinal é belíssimo.

A Paz!!!

Por enquanto é só isso!!!

INFANTICIDIO NUNCA MAIS disse...

Falou no momento certo ao meu coração. Agradeço a Deus pela sua vida e a vc por ser sensivel ao Espirito Santo.
Deus te abençoe e te de tudo o que vc precisa.

Karla Félix